quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Macau: Antes e depois

Voltei de Macau há dias e isto de regressar tem as suas coisas boas e más...

Foi bom voltar e agora num contexto de família, voltámos a reunir todos na terra onde crescemos, na terra que consideramos a nossa.

Foi um misto de saudade, de alegria e de muitos regressos...

Este regresso tinha 1 motivo, o casamento do meu irmão mais novo, é verdade, estou a ficar velho, até o meu irmão mais novo já se casa!

A nossa ligação com a China retomou, a nova "membra" da família é chinesa, não fala português, foi engraçado ver a minha mãe a comunicar com ela mas a linguagem corporal é igual no mundo todo.

Minhas irmãs deram a conhecer Macau aos meus cunhados, minha mãe voltou a sentir a "magia" de Macau e eu mostrei todos os cantos que me são, ainda, especiais a ela.

Sei que irei voltar, Macau agora com estas companhias aéreas fica mesmo ao lado apesar de termos feito 1 viagem de loucos que não é para todos:

na ida foi Lisboa - Madrid - Pequim - Macau e no regresso Macau - Xangai Hongquiao - Xangai Pudong - Milão - Lisboa.

Decidimos fazer assim para poupar 1 dinheiros que bem serviram para as férias apesar de ter havido muitos convites para comer e aí sim, deu para tirar a barriga da miséria de toda a comida de lá e que em Portugal é muito difícil de comer, só conheço 2/3 sítios com a comida de lá.

Meu irmão também está de saída de lá, não é que não goste daquilo, gosta e muito mas a esposa, como boa chinesa que é, quer sair e aventurar-se para outro país, o destino será a Noruega e nada melhor que abrir um restaurante chinês, ou melhor, vão trabalhar num que já existe mas que fica agora por conta deles, da família dela.

Mas suspeito que não irão ficar muito tempo, eles voltarão para Macau porque lá não terão a mesma vida de Macau... E quando isso acontecer, cheira-me que minha mãe e talvez minhas irmãs voltarão para lá também já que cá em Portugal não está fácil e lá sempre se consegue arranjar alguma coisinha, desde que não sejam esquisitas.

Será que eu voltarei também? É difícil porque a minha cabeça está ainda muito ligada à missão mas pode ser que consiga fazer o que "sonho" também por lá, vamos ver o que o futuro me reserva.

Foi também bom voltar a Portugal pois começou mais um ano da EA, novos voluntários, novas caras, novos caminhos a percorrer...

Não tem sido tão bom é a procura de trabalho, "assusto-me" todos os dias quando vou ver os sites de emprego, o que não falta é call centers, engenheiros, esteticistas, unhas de gel,  eu nem estou a ser muito esquisito, até estou a mandar para tudo, menos para o call center, acho que criei um "ódio" quando tive que trabalhar para pagar as propinas no ano que chumbei e foi só 1 mês.

Acredito que é desta fase, é do natal e tal, quero acreditar que é isso porque se não for, a minha vida mudará nos próximos tempos e serei mais um que volta para casa dos pais ou vou para fora, coisa que não me apetecia tanto, pelo menos agora, porque voltei a assumir compromissos com a equipa e deixar a meio não dá com nada, apesar de todos saberem a minha situação.

E é assim, hoje está muito pessoal, não conto nada de especial mas escrever aqui também é bom porque ponho para a escrita o que tenho vivido, coisa que não tenho conseguido fazer no papel!

Quero meter fotos de Macau para dar a conhecer aquela terra, diferente mas a nossa!

beijos e abraços a todos e até breve!

2 comentários:

Martini Bianco disse...

Ouvi dizer que sim :)

Eu cá para mim tu ainda acabas em Macau outra vez :) pq por mais que saiba que tu adoras a missão, não poderás fazer isso a vida inteira :)

Eu nao acredito muito que o teu irmão se irá dar bem pela Noruega, muito menos a mulher dele, caso nunca tenha saído da China. Cada vez me convenço mais que nem é o dinheiro nem a patente profissional o que mais nos realiza, mas sim gostarmos do que fazemos e estarmos num local onde nao nos sentimos demasiado estranhos; dominar a lingua, conviver com os costumes diferentes, etc (é por isso que eu nunca iria para o extremo-oriente ;)

Quanto a ti, sugiro-te alternativas na Europa caso a coisa em lisboa não dê em nada, pois o clima profissional nunca foi tão mau como agora, a não ser que queiras voltar para a ilha mas não tou te a ver a fazer isso :)

Comunica...

Grande abraço!

Ana Rita disse...

Que bom que é ler-te. Sentir-te.
Vamos comunicando a diario, enquanto rezamos e desde aqui recebe o meu abraco mano.