quinta-feira, 5 de maio de 2011

Dia 5 de Maio - dia dos Padrinhos e Afilhados


Recebi ontem um mail de uma amiga que precisava de casos de padrinhos que tenham estado bastante presentes nas vidas dos afilhados e eu fiquei a pensar no meu caso...

Eu já não falo com a minha madrinha há muitos anos, ela vive no Canadá e a última vez que a vi deve ter sido há mais de 10 anos. É uma senhora de bastante idade, já vai com mais de 90 anos e lembro-me muito dela dos tempos de Macau e conto sempre de uma coisa que ela fazia: falava com as plantas, ela dizia que precisávamos de falar com elas para elas cresceram bonitas.

Em relação aos meus padrinhos, tenho 2, o de baptismo e o do Crisma e tenho também da Tuna =)

Começando a falar do meu padrinho de baptismo, é uma pessoa muito especial para mim, tenho 1 respeito enorme por ele, foi e é uma pessoa muito importante para mim, tudo que me diz tem bastante impacto. Acompanhou-me desde cedo e mantemos ainda hoje uma ligação por carta, são as únicas cartas que escrevo à mão.

Teve bastante influência no meu crescimento a nível da igreja, afinal de contas é padre =) Acho que o maior desgosto dele é eu não ter ido para padre mas foi o que lhe disse, não temos que ser padres para sermos testemunhos, eu acho que serei muito melhor testemunho sendo pai de família, acredito nisso.

O meu outro padrinho é o meu tio, vive actualmente com a minha mãe e minha avó, veio ser o homem lá de casa e agradeço não só por isso mas por todo o impacto que tem tido nas vidas delas e nas nossas. Com ele aprendi muito, com ele conheci algumas coisas, durante anos foi ele que me vestiu literalmente, ficava com a roupa dele. E ver agora a caminhada dele, é um motivo de orgulho! Deus mostra-nos cada coisa...

Na tuna tenho um grande padrinho que ainda hoje falo com ele, também está fora de Lisboa mas quando ia a Lisboa dizia sempre e eu tentava sempre estar com ele, não era possível sempre mas íamos estando juntos. Agora vamos falando pela net que também é bom!

E depois também sou padrinho, tenho afilhadas de baptismo, na faculdade e na EA =)

Em relação às minhas afilhadas de baptismo, uma é minha sobrinha e lembro-me tão bem do dia do nascimento dela, estava numa visita de estudo pela faculdade, saída de geomorfologia e quando a minha irmã me disse que ia ser padrinho fiquei todo babado.

A minha outra afilhada é filha de 2 grandes amigos meus do tempo da faculdade, está agora em Angola.

Tenho a sorte de ter 2 afilhadas lindas lindas, se tivesse fotos delas metia aqui para verem o quanto são bonitas.

Às vezes questiono o porquê de ter sido escolhido para tal, eu até tenho falhado bastante com elas, sou o primeiro a admitir, podia ser 1 padrinho mais presente mas com a vida que levo é difícil mas prometi a mim mesmo que iria fazer este esforço quando voltasse, estar mais presente na vida da Bia e se for possível ir visitar a Raquel ou quando ela estiver em Lisboa estar muito mais com ela.

Obrigado aos pais por me terem escolhido, espero que nunca se venham arrepender =)

Em relação aos afilhados da faculdade, eu não era muito de praxar, quem me conhece sabe disso mas nos 1º anos ainda aparecia e de vez em quando lá era escolhido para padrinho, sei que não os ajudei em muito, não era de tirar apontamentos mas eles sabiam que sempre que precisassem de falar ou de beber 1 copos eu estava disponível!

Já na EA começámos a ter afilhados nos últimos 3 anos, se não estou em erro mas aqui só sabíamos quem era se nos dissessem. Eu fiquei a saber de alguns, a desconfiar de outros, eu próprio tive as minhas madrinhas =)

1 das minhas afilhadas fez anos há pouco tempo e queria aproveitar para lhe dizer, sei que me acompanha por aqui, que tenho muito orgulho nela, pelo caminho que está a percorrer e que a minha ligação com o Big Boss teve também a sua influência, quando estava no grupo de jovens tive que me recorrer a ela para tirar algumas dúvidas e hoje tenho comigo um livro que ela me deu, obrigado por fazeres parte de mim! Podia continuar a falar dela mas ela não iria gostar muito =) Quero que saibas que gosto muito de ti e que mesmo longe podes contar sempre sempre comigo!

Aos outros afilhados, os que conheço, os que não conheço, os que irão ser, espero ser também para vocês um bom testemunho tal como os meus foram para mim!

E hoje o dia foi para eles, Padrinhos e afilhados, não só os meus mas de todos.

3 comentários:

pulGa disse...

Ainda bem que falas.te pouco , porque se nao iria chatear-me!

Aproveita o livro para duvidas ou aquelas questoes de fé!!1

O BIG BOSS olha por ti , eu pus uma cunha!!!!

Miguel Jarimba disse...

Tiveste sorte =)

Vou tirando algumas dúvidas, aqui até me tem aparecido mais e é bom, sinal que estou a ficar cada vez mais interessado em obter algumas respostas...

Catarina disse...

Os meus padrinhos de baptismo são os meus avós paternos, de crisma a minha avó paterna, que foi a verdadeira segunda mãe que qualquer pessoa gostaria de ter! Se um dia me casar espero podê-los ter como padrinhos de casamento...

Do curso, a minha madrinha era a verdadeira menina dos apontamentos perfeitos o que me ajudou imenso, além de apontamentos perfeitos, também era a menina dos copos perfeita, um mix interessante, as minhas afilhadas tiveram sorte porque acabaram por ficar com os meus apontamentos que eram os dela, e também eram boas companhias para os copos (estou a parecer alcoólica), tenho uma afilhada de baptismo que por enquanto só coca-cola e água :P Está longe de mim, mas no verão eu ela e a minha irmã passamos bons momentos!

Acho que tenho bastante sorte com os padrinhos e com os afilhados que tenho :)