terça-feira, 13 de Setembro de 2011

"Cartas escritas à mão"

Hoje decidi escrever umas linhas, tenho estado um pouco ausente da minha escrita, ando à volta dos vários projectos mas hoje quando acordei tinha um mail de uma pessoa especial que me lembrou deste tema, ainda ontem comentei noutro blog sobre cartas, neste caso não são cartas de amor mas são cartas escritas à mão.

Quem não tem saudades de pegar numa folha de papel e começar a escrever a escrever e ter alguém para enviar? E quem não se lembra daquelas cartas que enviávamos quando éramos mais novos seja para a pessoa amada ou simplesmente para os amigos que não conhecíamos mas que éramos amigos pelas cartas? 

Hoje em dia tudo isso desapareceu, acho que posso contar pelos dedos das mãos, de 1, as pessoas que eu conheço que ainda trocam correspondência via CTT.

E o escrever uma carta não é só escrever, temos que ter uma letra minimamente apresentável, no papel não há o corrector automático do word, claro que de vez em quando dá-se umas gralhas mas quem não as dá? Para mim carta que é carta para ser enviada pelos CTT tem que ser escrita à mão, por computador perde-se a piada toda... Mas tenho que admitir que já fiz isso, apenas 1 vez, e não gostei porque do outro lado começou a escrever também em computador e perdeu-se a piada mas já avisei que quero que volte ao velho hábito =)

Até vir para cá apenas escrevia com 1 pessoa, o meu padrinho de baptismo, é um senhor de 71 anos que já não entrou nas modernices da internet mas já aprendeu a escrever no computador. Tento estar 1 vez por ano com ele, ele mora em Trás-os-Montes e a viagem para lá de autocarro são 7/8 horas, muitas vezes só de pensar nisso desisto mas tento sempre fazer um esforço, tenho sorte que das últimas vezes ele veio a Lisboa e tivemos juntos.

Escrevo-lhe desde 1995, acredito que ele tenha tudo guardado com ele, um dia vou-lhe pedir para ver as cartas todas... Quando estou lá na aldeia perco horas e horas na biblioteca dele, ele colecciona livros, revistas e como não há nada para fazer na aldeia, existem para aí 30 pessoas na aldeia no máximo e ele muitas vezes não está em casa porque é padre e tem que ir celebrar a missa às outras aldeias, uns dias acompanho-o mas há dias que fico em casa e vejo aquilo tudo. Tenho lá o meu quarto, acho que o sonho dele era eu ser padre, ele ainda me fala disso apesar de ir sabendo das minhas relações mas já lhe disse que não estou para aí virado porque tenho alguns sonhos que são incompatíveis com a vida de padre.

Uma coisa que é "curioso" sempre que lhe digo que namoro, passado uns meses esses namoros acabam... Nos últimos até deixei ter mesmo a certeza que era aquilo que queria para lhe contar, contei-lhe e puff... será que ele tem bons contactos com o big boss lá de cima =)?

Nas ultimas cartas que trocamos chateamo-nos, ele por vezes não compreende este estilo de vida que levo, diz que não tenho objectivos, que o ajudar é muito bonito mas que não dá dinheiro e que devo começar a pensar no meu futuro porque os anos passam, os trabalhos são cada vez mais dificilmente e se não aproveitarmos  as oportunidades quando olharmos para trás será tarde, ele até pode ter razão no que diz e tem, para ser sincero, mas foi esta vida que escolhi, não me arrependo, sei que se tivesse a trabalhar na área que estudei estaria melhor mas o dinheiro para mim não é tudo, prefiro ser feliz no que faço mesmo a receber pouco... 

Este tema já me levou a ter várias "zangas", não só com ele mas também com algumas relações...

Mas não é este o tema de hoje, vamos voltar às cartas escritas à mão =)

Já tinha falado neste blog que queria escrever e trocar correspondência com os meus amigos de Portugal, disse que quem quisesse que me mandasse a morada que eu escreveria, já escrevi algumas e recebi há poucos dias a primeira carta e que bem que soube chegar da comunidade e ver a carta em cima da minha mesa. Claro que foi lida em 3 tempos =) 

Foi bom saber dela, saber que gostou das férias, conheceu a minha mãe, mais uma da minha outra família que conheceu a Tia Bé, gosto mesmo disso, tenho pena que a minha mãe não conheça todos os membros dessa família que tanto falo mas aos poucos e poucos vai conhecendo, conheceu há 1 tempos atrás 3 pessoas especiais, agora conheceu mais 3, a S., o T. e o B.!

Mana S. sei que vais passando por aqui de vez em quando aqui fica o meu agradecimento pela carta, por teres estado com a minha mãe e por estares sempre sempre cá, se há pessoas que merecem tudo tu és 1 delas pois tens a capacidade de saber distanciar as coisas e consegues estar presente na vida das pessoas que te rodeiam, tens 1 dom e eu orgulho-me de te ter como amiga, já fizemos parte da mesma família mas sabes que apesar de já não sermos oficialmente eu considero-te como tal, és daquelas que sei que poderei contar sempre e tu sabes que o contrário é o mesmo, se não sabes ficas a saber!

Tenho outra carta que anda perdida entre Portugal e o Sri Lanka, todos os dias vou à caixa de correios ver se tenho a tal carta mas parece que anda perdida por aí... Ela já perdeu a fé na carta mas eu ainda tenho fé que chegue antes de eu partir!

Nas sms que temos trocado estamos a construir uma história de amor com a carta, anda perdida num barco ou na prateleira dos correios a ganhar pó =) 

Ainda por cima o envelope era vermelho e tudo e da pessoa que foi de certeza que a carta vai ser muito especial mesmo... Eu espero, não te preocupes!

Foi ela que me lançou este tema que escrevi hoje, é alguém que me acompanha desde a minha entrada na EA, se cheguei aonde cheguei deveu-se também a ela, sei que tive uma cunha especial para ter sido escolhido, às vezes ainda pergunto o porquê de me terem escolhido com tantas outras opções... 

Só convivemos 1 ano na EA mas a nossa relação nunca se perdeu, acho por ela estar fora até foi bom para a nossa relação, sempre que precisei de falar sobre mim, sobre a equipa ela foi das primeiras pessoas a quem recorria, os meus amigos quando sabiam que ia ter com ela já diziam: lá vai ele para a consulta de psicologia =) 

A verdade é que é mesmo, falamos falamos falamos, rimos, trocamos pontos de vista, partilhas, eu já lhe disse que ainda vamos acabar casados mas ela não acredita nisso =)

Um dia vou escrever um post só sobre ela: R. obrigado mesmo por estares na minha vida!

E por aqui fico, vou voltar ao trabalho!

ps - Procura-se inspiração para escrever 1 grande carta de "despedida", não é para aqui mas para 1 mana que dentro de dias vai para Espanha para uma nova etapa da vida dela. 

Já comecei a escrever, já apaguei, voltei a recomeçar, tenho tanto para dizer mas as palavras fogem-me, preferia dizer-lhe cara a cara mas não tenho oportunidade, vai ter que ser mesmo por carta... 

Mas eu vou ter contigo logo que seja possível e o que escrever vou-te dizer, já te disse o ano passado em Madrid, já te disse em Portugal no meu regresso de Macau, já te disse várias vezes pelos mails trocados e volto-te a dizer agora: vamos estar sempre sempre juntos! 

Ela quando se despede de mim pergunta-me sempre uma coisa : "Vamos voltar-nos a ver? Promete-me que sim" e eu sempre lhe disse "Vamos, podemos estar anos sem nos vermos mas vamos voltar a estar juntos, esta ligação não se perde com o tempo, o que se viveu só nós sabemos, a ligação que temos só nós temos por isso Ele não nos vai separar e vamos estar sempre juntos em oração e pensamento"

Hoje estou muito sentimentalista, não sei o que se passa comigo!

14 comentários:

AC disse...

Sinto-te cheio de despedidas, e invadido por alguma tristeza.Vais terminar essa etapa aí e vais iniciar outra por aqui em Portugal,tens medo e sabia-te bem certezas... mas essas ninguém as tem, nem o mais comum dos mortais, com emprego certo e horário das 9 às 5...dúvidas em relação ao futuro todos temos...deixa a vida correr, faz o que sempre fizeste, persegue sonhos e mantém os teus objectivos o resto....vai acontecer:)
beijinho*,Lutador...

Joana disse...

Foi graças às cartas escritas à mão que troquei durante anos com uma das minhas melhores amigas de curso, que hoje nos continuamos a ver regularmente.

Quanto aos encontros e desencontros dos amigos, acredita que ninguém entra na nossa vida por acaso. Uns precebemos de imediato porquê, os outros só mais tarde. Até porque tudo tem um momento para acontecer e o que tiver de ser para nós será.

Beijinhos

Utena disse...

Sabes meu amigo dos campo "blogoticos" quando nos encontramos em fase de mudança e suas consequentes despedidas ficamos assim...
=)
Beijinhos

Ísis disse...

Gosto muito de te ler. A forma como expôes as situações é diferente e agradável. Às vezes ficamos assim...nostálgicos...
Beijinhos e fica bem :)

M.J. disse...

AC: Não é tristeza mas estou a mil e quando estou a mil lembro-me de tanta coisa, minha cabeça quando começa não pára!
Não espero por certezas porque essas quase que não existem e não posso pensa no que vou encontrar aí, só mesmo quando estiver aí!
Estou a aprender a viver 1 dia de cada vez, logo se vê, é aproveitar o dia a dia e agradecer pelo dia! bjs

M.J. disse...

Joana: Os amigos quando são reais ficam estejam onde estiveram, não é pela presença que é maior ou menor a amizade, é muito mais que isso!
bjs

M.J. disse...

Utena: não vejo como uma despedida, é um "até já", não gosto de dizer adeus... se vou voltar cá? Espero 1 dia ter filhos e leva-los a estes cantos por onde passei para eles verem onde o pai foi feliz! bjs

M.J. disse...

Ísis: obrigado pelo elogio =)
Eu é pensar e escrever, ou melhor, é escrever e às vezes só leio no final quando já está publicado!
bjs

Malena disse...

Tenho mais de 300 cartas de amor e leio-as de vez em quando... :)
Não te percas dessa pessoa! Quem sabe é o teu caminho? :)

Ana Rita disse...

sei bem que estamos juntos, sei bem que nos vamos voltar a ver rapidamente, sei bem quão dificil foi escrever as linhas que eu recebi hoje.
gmdt.
mesmo muito.
até já mano. reza por mim.

M.J. disse...

Malena: Só de 1 só pessoa? Se for parabéns ao rapaz porque escrever 300 não é para todos, muito amor que anda por aí e ainda bem, quer-se é muito amor!
Perder-me dessa pessoa? Não me perco. Se será o caminho? Vamos ver o que o futuro me reserva =)

M.J. disse...

Mana Ana: Sabes o quanto gosto de ti não sabes? Boa sorte nesta nova etapa, estarei sempre a olhar por ti e a torcer que tudo corra bem!
Sabes que sim, a minha parte beata estará contigo =)
bjs, tamos juntos

Miss Índia disse...

Mano Miguel,
Na quarta-feira a R. foi aos correios pôr uma carta nos ctt. Aproveitou e pediu a folha de sugestões/reclamações. Tem-na consigo mas ainda não reclamou porque tu ainda tens fé que a carta te seja entregue pelas mãos de um carteiro cingalês. Ela confessa que perdeu a fé e a esperança de que um dia abras o envelope vermelho e que saboreies cada palavra escrita com letras-de-menina.
Em todo o caso, a R. diz para não te preocupares que irás receber outra carta dela, estejas no Continente, nos Açores ou noutro canto do mundo.
Beijinhos

M.J. disse...

Miss: Eu vou esperar pela tua carta até ao último dia que estiver aqui mas podes ir fazendo a queixa à mesma que isso ainda demora e o que eles podem fazer? encontrar a carta =)?

Podes depois enviar uma carta da Margem Sul para a cidade de Lisboa, seria engraçado ou então no nosso almoço dás-me a carta escrita à mão, será que tinhas paciência de escrever tudo de novo? Não é preciso, vai mesmo de computador =)

bjs grd